Posts Recentes
Posts Em Destaque

Doença renal é irreversível em gatos


A insuficiência renal crônica (IRC) é uma das doenças que mais acomete os felinos. Segundo especialistas, ela pode surgir em qualquer idade, mas é mais comum em gatos idosos, com mais de 9 anos. A condição acomete gatos de ambos os sexos, de qualquer raça e, infelizmente, é grave, progressiva e irreversível. A IRC também tem diferentes estágios.Estimular os felinos a beber muita água e assegurar-se de disponibilizar água limpa e fresca durante todo o dia é uma das medidas mais eficazes para retardar o surgimento da doença, que pode ser de ordem congênita ou adquirida. Bebedouros elétricos ou fontes são ótimos aliados, pois felinos costumam adorar água corrente (a exemplo daqueles que não resistem a vários golinhos d’água diretamente da torneira).

Testar o sangue e a urina do animal para verificar os níveis de creatinina e ureia é a maneira mais assertiva de diagnosticar a doença. Uma exploração ultrassonográfica abdominal, com ênfase para os rins, completa a investigação e fornece ao veterinário uma boa ideia da degeneração e da condição de funcionamento dos órgãos.

LEIA MAIS

>>> Chocolate é mais tóxico para gatos

>>> Frutas estão liberadas para cães, mas os gatos devem ficar longe

>>> O que levar em conta na hora de escolher uma tatuagem de gato

É importante lembrar que, uma vez diagnosticada, a doença não representa uma sentença de morte. Ela pode ser controlada com a troca obrigatória da ração comum pela ração renal (cuja composição é pensada especialmente para nefropatas, com baixíssimos níveis de sódio e fósforo, e bem equilibrada em outros nutrientes importantes), medicação prescrita pelo veterinário e fluidoterapia, caso o animal apresente quadros de desidratação e precise reduzir os níveis de compostos tóxicos no sangue. Tudo isso ajuda a melhorar a qualidade de vida.

Homeopatia também é uma alternativa para o controle, e todo o tratamento vai depender dos sinais clínicos e das variáveis individuais de cada bichinho. Exames como hemograma e urinálise devem ser realizados a cada determinado intervalo de tempo, para o monitoramento da evolução da doença.

A dieta é o ponto que merece mais atenção quando se trata de gatos acometidos pela IRC, pois os rins devem trabalhar sem sobrecarga. Converse com seu veterinário para avaliar a possibilidade de preparar alimentos especialmente para o gatinho nefropata, já que a comida úmida também é um importante suporte nutricional. E lembre-se: ração urinária não equivale à ração renal. Com os devidos cuidados, a sobrevida pode ir de meses a anos, dependendo da evolução da IRC.

Quando desconfiar

Os sintomas relacionados abaixo, em especial se associados, podem indicar IRC. Fique atento!

- Sonolência, cansaço e falta de energia

- Aumento da sede e da produção de urina (o gato busca uma maneira de compensar o mau funcionamento dos rins)

- Diminuição do apetite

- Perda de peso, vômitos e diarreia (geralmente nos estágios mais avançados da doença)

- Inflamações bucais

- Halitose

- Anemia

- Infecções do trato urinário inferior, como cistite

- No exame de imagem, rins lesionados, com tamanhos reduzidos, contornos pouco definidos e presença ou não de cálculos

fonte: http://www.gazetadopovo.com.br/viver-bem/animal/doenca-renal-e-irreversivel-em-gatos/